Ladies Like a Fashionable Man


   É um facto. A maioria, senão a extrema maioria, das mulheres aprecia um homem que se saiba vestir, que saiba cuidar de si. David Beckam, Brad Pitt, entre outros são exemplos de homens que se preocupam com a sua imagem e, por consequência, são o sonho de muitas mulheres.


    Muitos homens deixam que sejam a mãe ou a namorada a escolher a roupa que eles devem usar, para que não pareçam menos homens. Essa é a pedra no sapato da moda masculina: a covardia. Claro que existem excepções à ‘regra’, mas a maioria do ‘sexo forte’ fica completamente fragilizado se algum amigo ou amiga, sim que elas conseguem ser pior que eles por vezes, comentar que a roupa que este está a usar é muito gay. O grande problema dos homens é usar roupa que possa ‘alterar‘ a sua opção sexual.

    Sabemos que vestir tem duas funções principais, protecção e diferenciação. Inicialmente vestimo-nos porque não podemos andar nus, mas com o passar do tempo apercebemo-nos que é uma forma de nos diferenciarmos uns dos outros. Fazer bom uso da moda, para muitos, parece um abismo intransponível e perigoso, tudo porque nesse abismo está o rótulo de que um homem que se saiba vestir é gay.

     Para o homem moderno este pode ser um trunfo na manga. É uma forma de criar status, gerar presença e transparecer confiança. As mulheres adoram homens com confiança, elas próprias o dizem. O certo é que um homem não precisa de passar horas para se arranjar. Em menos de meia hora, toma banho, faz a barba, veste-se e senta-se à espera que a companheira acabe de se arranjar para irem jantar fora.


    Existem alguns bons exemplos de homens (heteros) ligados ao mundo da moda. E, por sinal, homens se sucesso a nível mundial. Tudo isto foi possível porque estes ousaram atravessar o abismo!

Um é o designer Ralph Lauren, casado à mais de 46 anos com Ricky Anne Loew-Beer com quem teve três filhos. Dono do império de produtos de luxo com o seu nome, desenhou em 2011 o vestido de noiva da sua filha.

Outro homem exemplar é  Scott Schuman, o homem por trás do famoso blog The Sartorialist. Ganhou fama quando desistiu de ser designer e resolveu sair à rua e fotografar aquilo que as pessoas realmente vestiam, sem grandes prodruções editoriais.

Em suma, o saber vestir por parte de um homem não significa que este seja gay, o saber vestir não é um sinónimo de gay. Sabemos que muitos designers de moda o são, mas quem veste as suas roupas não o têm que ser. Portanto da próxima vez que julgar um homem pelo facto de este ser um autêntico gentleman, no que toca à indumentária, pense duas vezes. Pois tal como nós homens achamos uma mulher super sensual com aquele vestido justo e aquele sapato de salto alto, elas também gostam de nos ver bem vestidos.

Como diz Vitor Angelo em ‘O problema da moda masculina’, os homens teimam em sair do armário e perceber que a roupa não define a sexualidade de ninguém, apenas marca se você tem personalidade diante da manada de cordeiros. 


That's all, 
Vítor

8 comentários:

Thank you!